Esta noite ficou marcada pela morte do alpinista português Bruno Carvalho, durante a descida do Shisha Pangma, o mais baixo dos 14 “8,000m”, no Tibete.
Bruno Carvalho

Eu não era chegado ao Bruno, mas conhecia-o
do Rocodromo da Econauta, onde pratiquei escalada quase durante dois anos. O Bruno era um simpatico e sempre bem disposto monitor, e foi o monitor com quem mais me relacionei.

O Bruno era um dos cinco expedicionários portugueses ao Shisha Pangma. Era a primeira expedição únicamente portuguesa a um “8,000″, liderada por João Garcia, o experiente alpinista português que acabou de fazer o seu oitavo “8,000″, de 14 existentes.
Ao que parece o acidente decorreu durante a descida depois de ter atingido o cume com 8,013m, e foi originado por uma queda.

Mais informações da expedição podem ser vistas no blog da expedição.

Aos familiares os meus pêsames, e sem dúvida que se perdeu um grande alpinista português.

Tags:,